faz de conta que o prazer é meu



"Enquanto não passar a tempestade 
nesse copo d'água de benzer ateu
Se o dilúvio vem do conta-gotas
Perco a conta e o prazer é seu...


Enquanto perdurar a eternidade dessa espera
Nosso tempo se perdeu
Quem pode bancar o prejuízo?
Peço a conta e o prazer é seu...


Vai divulgar a beleza perfumada  
ao rastejar pela imundície
Vai demonstrar "sutileza de manada"
Ao festejar tanta babaquice
Enquanto não murcharflor da idade,
Faz de conta que o prazer é meu!"


(Jay vaquer)


4 comentários:

  1. gostei

    http://rocknrollpost.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado já estou seguindo você se puder siga de volta

      Excluir
  2. Muito bacana seu blog. parabéns, sucesso amigão.
    http://www.tavernaficticia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ja estou seguindo pelo meu twitter (@Vice_says) só não consegui comentar o seu blog mas ta muito bom

      Excluir